Angola e Itália reforçam parceria

Delegações dos ministérios da Defesa de Angola e da Itália reúnem-se hoje em Luanda com vista à análise de questões de interesse comum.

Ministro da Defesa Nacional, João Lourenço (Foto: Lucas Neto)
Ministro da Defesa Nacional, João Lourenço (Foto: Lucas Neto)

A delegação angolana é chefiada pelo ministro João Lourenço, enquanto a italiana pela sua homóloga, Roberta Pinotti, que iniciou ontem uma visita de 48 horas a Luanda.
Uma fonte do Ministério da Defesa Nacional, citada pela agência Angop, informou que as conversações terminam na tarde de hoje com a assinatura de uma acta final.
No cumprimento da sua agenda, a ministra italiana visita o Memorial Dr. António Agostinho Neto, local de interesse histórico, onde estão depositados os restos mortais do primeiro Presidente angolano.

O regresso da ministra Roberta Pinotti e sua delegação está previsto para amanhã.
A visita da ministra italiana da Defesa acontece cerca de dez meses depois do seu homólogo angolano se ter deslocado à Itália, em missão oficial.

Na ocasião, João Lourenço e Roberta Pinotti passaram em revista o estado da cooperação, baseada nos acordos assinados nas áreas da defesa, segurança e formação militar.

Em Novembro do ano passado, o ministro da Defesa analisou, em Roma, com a sua homóloga Roberta Pinotti a cooperação entre os dois países, à luz dos acordos  rubricados nas áreas da defesa, segurança e formação militar.

João Lourenço visitou as sedes das empresas Selex e Angelo Investments, especializadas em tecnologia aeronáutica.

Na altura, João Lourenço cumpria uma digressão à Europa, que o levaria à Alemanha e a Portugal, também parceiros no quadro das relações de cooperação entre os dois países na área da defesa.

Formação de quadros

Efectivos das Forças Armadas Angolanas estão em Itália a receber formação em várias áreas.

O Governo italiano já manifestou interesse em intensificar a cooperação com Angola no capítulo da Defesa.

Parceiros de longa data, a Itália foi o primeiro país da Europa Ocidental a reconhecer a Independência de Angola, no dia 18 de Fevereiro de 1976, e a 4 de Junho do mesmo ano foram estabelecidas relações diplomáticas entre os dois Estados.

As relações de cooperação tiveram início em 1977, com a assinatura de um Memorando que institui a Comissão Bilateral, então Comissão Mista de Cooperação, a que se seguiram as subscrições de vários outros instrumentos jurídicos.

Desde 1989, Angola foi considerado um país de primeira prioridade, o que conduziu ao reforço das iniciativas da Itália.

A cooperação foi impulsionada, em Julho, com a visita do Presidente José Eduardo dos Santos à Itália (jornaldeangola) 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA