Administração do Sambizanga disponibiliza motorizadas para recolha de lixo

(Foto: Angop)

Membros de cem famílias consideradas vulneráveis, do Distrito Urbano do Sambizanga, em Luanda, beneficiaram hoje, terça-feira, de vinte motorizadas de três rodas com carroçaria, com o fito de criarem brigadas para transportarem lixo, do interior dos seus bairros para o ponto de transferência, sito no bairro Ngola Kiluanje.

(Foto: Angop)
(Foto: Angop)

De acordo com o administrador adjunto para área técnica, urbanismo e serviços comunitários, Pedro Calunga, a iniciativa visa dar resposta ao projecto “Cidades Limpas”, inscrito no plano de combate à fome e à pobreza.

Para o efeito, várias brigadas, com dez elementos em cada, serão em breve constituídas pelos membros das cem famílias mais carentes que passarão a receber da administração cinco sacos por dia, com capacidade para 100 quilos, a serem enchidos de detritos e serem pagos ao valor de 100 Kwanzas cada.

Disse objectivar-se com o plano, a dinamização da erradicação da fome e da pobreza nas comunidades, elevando desta forma a sua qualidade de vida.

O projecto constitui uma ferramenta operacional, prevendo a inclusão socioeconómica da população mais vulnerável com capacidade física para este tipo de trabalho.

“Os meios entregues à gestão da população para prestação de serviços (Motorizadas e sacos) são pertença da administração”, afirmou o administrador Pedro Calunga.

Fez saber que o distrito urbano do Sambizanga a luz do novo plano de recolha de lixo, conta já com uma empresa de pré-recolha, para as áreas semi-padronizadas (ruas sem asfalto nem passeios) e duas micro-operadoras para as de difícil acesso.

Apelou aos moradores a depositarem o lixo entre as 6H00 e às 8H00 e evitarem delegar crianças a deitarem o lixo.

De acordo com André Caetano, beneficiário da comuna do Ngola Kiluanje doravante tudo fará no sentido de deixar o seu bairro mais limpo e conseguir valores monetários para o sustento da sua família.

Outras beneficiárias do Bairro Operário, Tereza Francisco e Domingas Magalhães afirmaram que desta forma será possível aliviar as despesas diárias com o valor que receberem da recolha do lixo. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA