Zaire: Administradora apela colaboração dos munícipes no saneamento básico

Obras de saneamento básico (D.R)

Mbanza Congo – A administradora municipal de Mbanza Congo, província do Zaire, Isabel Nlandu Morena, solicitou hoje, sexta-feira, nesta cidade, a colaboração dos munícipes na recolha de resíduos, principalmente na zona periférica desta urbe.

Obras de saneamento básico (D.R)
Obras de saneamento básico (D.R)

Em declarações à Angop, a gestora referiu ser tarefa de todos os munícipes colocar o lixo nos locais e em lugares apropriados para facilitar o trabalho da única operadora de limpeza encarregue na recolha de resíduos sólidos.

“É necessário que todos tenhamos a consciência colaborando para a higiene da nossa cidade”, sublinhou, para quem a época chuvosa que se avizinha requer um redobrar de esforços neste domínio.

Informou que a administração municipal vai levar a cabo, nos próximos dias, um trabalho de desobstrução das valas de drenagem das águas pluviais para se prevenir de eventuais inundações durante a época chuvosa, sobretudo nos bairros periféricos desta cidade.

Entretanto, moradores residentes nas imediações do mercado municipal de Mbanza Congo, mostraram-se apreensivos com os amontoados de lixo que todos os dias se fazem sentir no referido perímetro.

Mário José, morador do bairro 11 de Novembro, disse que apesar dos esforços que as autoridades locais têm empreendido para o saneamento básico da localidade, a recolha de residios sólidos ainda é débil.

Segundo disse, por ser uma zona vulnerável de lixo (devido o mercado) a administração municipal deveria colocar contentores para que os moradores e vendedores passassem a depositar os residuos sólidos nos lugares apropriados.

“Todos os dias assistimos quantidades consideráveis de lixo espalhados nos passeios e na rua que dá acesso à ponte de Mayoka. Acredito que se as entidades colocarem contentores para o depósito de lixo, o quadro será invertido”, sugeriu.

A cidade de Mbanza Congo possui cinco bairros, nomeadamente Sagrada Esperança, Álvaro Buta, Martins Kiditu, 4 de Fevereiro e 11 de Novembro, este último o mais populoso. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA