Uíge regista jovens à procura de trabalho

(ja.co)

Mais de 60 jovens formados em diferentes especialidades técnico-profissionais e dispostos a trabalhar onde forem solicitados, estão registados na Unidade de Intermediação da Mão-de-Obra (UIMO), instalada desde o ano passado nos Serviços Integrados de Atendimento ao Cidadão (SIAC) do Uíge, informou ontem o coordenador provincial da instituição.

(ja.co)
(ja.co)

Justino Lucas, que falava no final de uma visita efectuada por jovens do núcleo provincial do Uíge do Fórum Angolano de Empreendedores (FAJE) à Unidade de Intermediação da Mão-de-Obra, incentivou os empreendedores a procurarem funcionários qualificados na base de dados disponíveis nos Serviços Integrados de Atendimento ao Cidadão. “A Unidade de Intermediação da Mão-de-Obra é um pequeno centro de recrutamento que promove a interacção entre o empregador e o empregado.

O objectivo é satisfazer as necessidades das pessoas que procuram postos de trabalho e dos patrões  que precisam de mão-de-obra qualificada”, explicou Justino Lucas, que acrescentou que a visita dos jovens empreendedores é uma oportunidade para os estimular a  solicitarem os serviços da Unidade de Intermediação da Mão-de-Obra, sempre que for necessário empregar pessoas com alguma qualificação técnico-profissional.

O presidente do núcleo provincial do Fórum Angolano de Jovens Empreendedores no Uíge, António Vézua, considerou  valiosa a visita efectuada à Unidade de Intermediação da Mão-de-Obra, porque permitiu conhecer melhor como funcionam os serviços que ajudam a elevar a cultura organizacional do mercado e as obrigações que as empresas têm para com o Estado. O Fórum de Jovens Empreendedores tem registados mais de cem empreendedores no Uíge. (ja.co)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA