“Turista acidental” rasga tela de 1,3 milhão de euros (Vídeo)

(euronews.com)
(euronews.com)
(euronews.com)

Trata-se de um quadro que é uma obra-prima setecentista do pintor napolitano Paolo Porpora. Mas acabou por servir de apoio a um jovem de 12 anos, que tropeçou quando passava em frente à tela no valor de 1,3 milhão de euros. O resultado foi um rasgão do tamanho de um punho e uma vergonha do tamanho do mundo.

A TST Art of Discovery, organizadora desta exposição em Taipé, em Taiwan, depressa convocou um especialista em restauro que explicou ter “a obra entre 300 a 400 anos. Como possui uma estrutura muito frágil, a prioridade foi fortalecer essa estrutura, e não retocar a tinta, nem a área afetada.

(euronews.com)
(euronews.com)

Tanto quanto se sabe, não foi pedida qualquer indemnização aos pais deste “turista acidental” que, seguramente, passou a dar um outro valor à arte. Na verdade, a mostra contava ainda com outros 54 quadros. Um deles era auto-retrato de Leonardo da Vinci, com um valor estimado de 200 milhões de euros.

Mas este episódio está muito longe de ser inédito, relembra o The Guardian. Em 2006, no Reino Unido, um homem tropeçou nos cordões dos seus sapatos, no Museu Fitzwilliam, em Cambridge, e derrubou nada menos do que um precioso conjunto de vasos chineses com mais de 3 séculos.

Curiosamente no mesmo ano, o magnata americano da hotelaria Steve Wynn falava entusiasticamente sobre o seu quadro “O Sonho”, de Picasso… Num momento de distração, deu-lhe uma cotovelada e abriu um rasgão de 15 centímetros. A reparação custou mais de 70 mil euros. Em 2013, vendia-o pelo valor recorde de 122 milhões de euros. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA