Tunísia: Assassinado agente aduaneiro por jihadistas perto da fronteira com Argélia

BANDEIRA DA TUNÍSIA (Foto: Divulgação)

Túnis – Um agente da guarda aduaneira tunisina foi assassinado domingo por jihadistas armados em Bouchebka, perto da fronteira com a Argélia, anunciou a televisão estatal e o presidente de um sindicato aduaneiro, noticia nesta segunda-feira a AFP.

BANDEIRA DA TUNÍSIA (Foto: Divulgação)
BANDEIRA DA TUNÍSIA (Foto: Divulgação)

“Um agente aduaneiro foi morto e três outros ficaram feridos numa troca de tiro com um grupo terrorista em  Bouchebka”, indica o canal Wataniya 1.

O presidente do sindicato, Ridha Ennasri, falou de “um ataque terrorista contra uma patrulha da Guarda aduaneira” em Bouchebka, no governo (local) de Kasserine.

“Um agente da alfândega foi morto e um outro ficou gravemente ferido”, disse à AFP.

Contactado pela AFP, o Ministério do Interior referiu-se à Direcção-Geral das Alfândegas.

Estas novas violências ocorrem uma altura em que um agente da polícia foi morto quarta-feira por dois homens não identificados numa motorizada na região de Sousse (centro-leste), palco, em Junho do pior ataque jihadista na história do país.

As autoridades indicaram não ter estabelecido se trata de um ataque jihadista, a investigação ainda está em curso.

A Tunísia enfrenta desde a sua revolução em 2011 uma progressão do movimento jihadista, responsável pela morte de várias dezenas de soldados, polícias e de 59 turistas no total.

Vários ataques ocorreram na região de Kasserine, particularmente no Monte Chaambi, o principal maquis jihadista da Tunísia, onde o exército tenta desalojar a partir do final de 2012 os grupos armados. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA