Tailândia: Polícia procura casal de suspeitos pela explosão mortífera de Banguecoque

(EURONEWS)
(EURONEWS)
(EURONEWS)

Dois novos suspeitos, uma tailandesa e um homem não identificado, são procurados por alegadas ligações ao atentado à bomba de há duas semanas num templo em Banguecoque. Os dois passaram a ser suspeitos depois de materiais para o fabrico de bombas terem sido apreendidos num apartamento nos arredores da cidade.

“O primeiro suspeito é uma mulher, Wanna Suansan, de 26 anos”, disse o porta-voz da polícia numa declaração transmitida na televisão enquanto era divulgada uma imagem da mulher com a cabeça coberta com um “hijab”, um dos tradicionais véus islâmicos. Foi a primeira vez que o nome e imagem de um suspeito foram divulgados na televisão desde o ataque a 17 de agosto.

“Também há outra pessoa a morar no mesmo local: é um homem, de nacionalidade desconhecida”, acrescentou o porta-voz da polícia tailandesa.

O ataque ao templo Erawan, no centro da capital tailandesa, resultou em 20 mortos — a maioria turistas da Ásia — e 120 feridos.. O local é muito frequentado pelos turistas, nomeadamente os asiáticos.

No último fim de semana, as autoridades tailandesas já haviam detido um outro suspeito de envolvimento na explosão. Interrogado no sábado, no âmbito da investigação ao atentado de Banguecoque, o indivíduo recusou cooperar, revelou no domingo o chefe do exército da Tailândia. (euronews.com)

por Francisco Marques | com LUSA

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA