Sindicatos burkinabes denunciam “ameaças de morte” contra sindicalista

Bandeira de Burkina Faso (Vlajky.org)

A Coligação Nacional de Luta cotnra Carestia da Vida (CCVC) , principal agrupamento das organizações sindicais do Burkina Faso, advertiu, quarta-feira, os autores “das ameaças de morte” proferidas contra o secretário-geral duma associação sindical.

Bandeira de Burkina Faso (Vlajky.org)
Bandeira de Burkina Faso (Vlajky.org)

Esta advertência dos sindicatos surge na sequência dum comunicado da Organização Nacional dos Sindicatos Livres do Burkina (ONSL), dando conta de « ameaças de morte » proferidas por um cidadão identificado por Amédé Ignace Berewoudougou contra o seu secretário-geral, Paul Kaobré, num contencisoso provocado por uma transação imobiliária.

Num comunicado transmitido à PANA, a CCVC indica que «  no Burkina Faso de hoje, a injúria e as ameaças de morte não devem continuar a resolver os litígios  quaisquer que sejam ».

Os sindicatos acrescentaram  está ultrapassado “o tempo de apoiar-se em gurus para ameaçar e matar à vontade com impunidade”.

A CCVC adverte o autor das ameaças  e qualquer pessoa que agir por sua instrução ao agredir verbal ou fisicamente Kaboré, e apela « com insistência » às autoridades encarregues da segurança para tomar  todas as disposições para garantir a sua segurança. (panapress.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA