Saída de Santana Lopes põe pressão sobre Marcelo e Rio

(D.R)
(D.R)
(D.R)

Contagem de espingardas começou a sério no partido. PSD está já convencido de que o professor avança mesmo. E Rui Rio ainda pondera a melhor data para se lançar na corrida

A desistência de Santana Lopes da corrida às presidenciais colocou pressão em Marcelo Rebelo de Sousa e, acima de tudo, em Rui Rio.

O ex-autarca do Porto ainda não decidiu quando avança, mas o DN apurou que está irritado com as notícias que o dão como estando hesitante entre Belém ou uma eventual candidatura à liderança do PSD, se 4 de outubro ditar a derrota da coligação Portugal à Frente.

Marcelo, esse, tem intensificado contactos nas estruturas sociais-democratas. (dn.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA