Presidente nigeriano dá três meses à chefia militar para acabar com Boko Haram

Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari (D.R)
 Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari (D.R)
Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari (D.R)

O Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, deu quinta-feira aos  novos líderes militares três meses  para derrotar a insurreição Boko Haram que fez milhares de mortos e um milhão e meio de deslocados, sobretudo no nordeste do país.

Além de derrotar a rebelião, o Presidente também instruiu a chefia militar a acabar com os  raptos contra resgate, os roubos  à mão armada e todas as outras formas de criminalidade no país.

“As atividades destes grupos e indivíduos equivocados levaram à destruição arbitrária de vidas e bens dos nossos cidadãos e perturbação da vida socioeconómica de milhões de Nigerianos, declarou.

“Vocês têm de subir e continuar a fazer equipa com outras partes interessadas para chegar a um esforço bem coordenado que ponha o fim desejado a esta insurreição em três meses”, ordenou.

Os chefes militares foram igualmente instruídos a  re-profissionalizar o Exército e  assegurar que as tropas sejam bem treinadas e equipadas antes de ir ao combate, após a deserção de centenas de soldados, e de garantir o estrito respeito dos direitos humanos.

A 13 de julho passado, o Presidente Buhari nomeou uma nova hierarquia militar liderada pelo general Abayomi Gabriel Olonishakin, como chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, coadjuvado pelo tenente-general Tukur Buratai (chefe do Estado-Maior do Exército), pelo vice-almirante Ibok-Ete Ekwe Ibas (chefe do Estado-Maior da Marinha),  pelo marechal Sadique Abubakar (chefe do Estado-Maior da Força Aérea). (panapress.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA