Político quer maior intervenção dos militantes do JMPLA na sociedade

JMPLA (MPLA)
JMPLA (MPLA)
JMPLA (MPLA)

A Jmpla tem a obrigação de intervir mais na sociedade, uma vez que este é um dos objectivos da organização que corresponde às expectativas do Partido Mpla, afirmou sexta-feira, no município de Icolo e Bengo, em Luanda, o segundo secretário nacional da organização juvenil, Francisco Boaventura Chitapa.

O político, que falava à imprensa no fim de uma jornada de visitas de Ajuda e Controlo aos Comités Municipais da JMPLA na província de Luanda, realçou que os militantes que dirige têm o dever de participar mais a juventude do país as transformações que ocorrem, como fruto do programa do Partido Mpla.

Satisfeito com os níveis organizacionais constatados nos Comités Municipais, Francisco Chitapa, ressaltou que o trabalho está a ser bem feito pela juventude do Mpla, uma vez que se apurou o cumprimento na prática da materialização das orientações superiormente feitas.

Segundo o político, do ponto de vista de directivas e instrutivos, os militantes têm sabido traduzir na praticamente as acções da Jmpla, e “ esta é a razão que nos fez avaliar a acção do dia-a-dia dos Comités Municipais”.

“ Deixamos algumas orientações pontuais, naquilo que é ansiedade das estruturas superiores e as intermédias e vamos continuar a trabalhar para atingir os nossos objectivos que é o desafio do presente e do futuro” explicou o dirigente político.

O desafio do presente, revelou, é a continuação da reconstrução do país e todos os jovens devem saber, de tal maneira que não se deixam enganar pelas mensagens deturpadas e enganosas da oposição, enquanto para o futuro seria manter a dinâmica dos jovens na organização de modos a se preparar para as eleições de 2017.

Entendemos que é necessário que haja coragem e mais disponibilidade, mas considerou que com um pouco mais de diálogo, espírito de iniciativas, os jovens da Jmpla podem ultrapassar estas preocupações.

“É importante reforçar que a JMPLA é uma organização juvenil do partido com grandes obrigações, responsabilidades para o futuro, razão pela qual devemos manter a nossa posição cada vez mais e congregar os jovens da sociedade em Geral para educá-los para os grandes desafios do presente e do futuro.

Adiantou que o Mpla tem, em termos de mobilização, números bastantes satisfatórios, pois que, a campanha denominada um militante mais três tem tido muito sucesso, q os nossos militantes estão a cumprir porque a campanha visa fundamentalmente responsabilizar os militantes no sentido de mobilizar mais três jovens para a Jmpla multiplicar estes números tornando organização mais forte, dinâmica e preparada para os grandes desafios que se avizinham.

“Quanto maior for o crescimento da organização, o nosso partido acaba por fortalecer-se cada vez mais, apelamos apenas que haja maior educação política patriótica,e isto nós sentimos necessidade durante a visita”, disse.

Acrescentou ainda existir a preocupação de fazer com que os jovens retenham uma informação concreta das acções que o país está a ter, infelizmente a oposição faz ao contrário desvirtuando a mente dos jovens, sobretudo, da juventude com idades compreendidas entre os 15 aos 25 anos.

Para desmistificar esta situação, sustentou, é preciso que estes jovens estejam informados da verdadeira realidade e esta é nossa tarefa, transmitir as transformações que o país está proceder, no âmbito do processo de reconstrução nacional.

Sublinhou ainda que este processo já deu grandes ganhos ao país, actualmente, a juventude tem instituições para formação profissional e académica, isto, constitui uma mais-valia para nós angolanos.

Para que estes estabelecimentos funcionem como tal, salientou, os jovens devem usufruir destes bens dedicando-se fundamentalmente à educação, pois sabemos que o conhecimento é um meio bastante importante para que tenhamos um país desenvolvido e cidadãos capacitados para defender os interesses da pátria.

Ao finalizar, aquele político reiterou a necessidade de todos prosseguirem, cada vez mais, a desenvolver a sua tarefa primordial que é o crescimento do partido visando se tornar mais forte,de tal maneira que possam sempre respeitar os interesses das populações. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA