Polícia detém garimpeiros de água no município de Belas

Camiões abastecerem água nas girafas da EPAL no KIKUXI em Viana (Foto: ilustração - Pedro Parente)
Camiões abastecerem água nas girafas da EPAL no KIKUXI em Viana (Foto: ilustração - Pedro Parente)
Camiões abastecerem água nas girafas da EPAL no KIKUXI em Viana (Foto: ilustração – Pedro Parente)

Dois cidadãos, de 34 e 40 anos de idade, pertencentes a uma rede de garimpeiros de água potável nas condutas da Empresa Provincial de Água de Luanda (EPAL), na localidade de Bondo Chapéu, no município de Belas, foram na madrugada de sábado detidos pela Polícia Nacional.

O porta-voz da Epal, Domingos Paciência, em declarações à Angop hoje, segunda-feira, disse que os elementos foram detidos em flagrante delito quando efectuavam a comercialização ilegal da água, com o enchimento de camiões cisternas, através do desvio de uma conduta.

De acordo com o responsável, estes homens abasteciam também tanques subterrâneos com capacidade superior a dez mil litros.

Na semana passada, numa acção da Polícia Nacional e o departamento de fiscalização e segurança da Epal, foi detido um homem de 45 anos de idade considerado o maior garimpeiro de água da mesma região.

Na ocasião foram também desactivados, entre outros meios, pontos de captação de água a partir das condutas, bomba de captação de água aos tanques, um negócio que por semana rendia valores avultados.

Segundo o responsável, é importante que a população denuncie esta prática ilegal. “A água é para ser consumida por todos e não para ser comercializada por terceiros, que só provocam a sua distribuição irregular”.

Por este esta razão apelou aos responsáveis das administrações municipais, distritais, membros de comissões de moradores que denunciem esta prática, que tem prejudicado o normal abastecimento de água potável, com realce para a periferia da cidade. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA