Pepetela confessa saudades da República Popular

(ABOLA)
(ABOLA)
(ABOLA)

O escritor angolano Pepetela tem saudades da «igualdade» e «solidariedade» dos tempos socialistas em que o país era uma República Popular.

Em entrevista à Angop, publicada esta segunda-feira, Pepetela, que prometeu um novo livro para 2016, elogiou as raízes socialistas de Angola.

«Sinto [saudades]. Sobretudo, ao nível das pessoas. O relacionamento era muito simples, prático. Hoje o cenário é completamente diferente. Era uma época de solidariedade entre as pessoas. Havia mais aproximação, as pessoas eram muito mais iguais. Havia sempre uma mão para ajudar quem estivesse com necessidades», disse o escritor.

Ainda sobre os 40 anos de independência de Angola, Pepetela, que combateu nas fileiras do MPLA, faz um balanço positivo do caminho trilhado.

«Hoje olhamos para o que conseguimos com a independência e não nos arrependemos. Foi uma luta inesquecível, por ter permitido aos angolanos conquistarem o seu orgulho, a sua identidade», concluiu. (abola.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA