OMS divulga em Outubro estratégia global

Organização Mundial da Saúde (D.R)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lança no próximo mês em Genebra um novo guia para evitar os problemas causados pelo nascimento de bebés prematuros.

Organização Mundial da Saúde (D.R)
Organização Mundial da Saúde (D.R)

A agência especializada da ONU disse ontem em comunicado que o novo guia representa um plano de 15 anos para acabar com as mortes que podem ser evitadas e melhorar a saúde dos bebés.

A OMS alerta, no comunicado, que no mundo 15 milhões de crianças nascem anualmente antes do tempo e diz que as complicações de saúde causadas pelo nascimento prematuro representam a principal causa de morte entre crianças com menos de cinco anos.

As complicações de saúde foram responsáveis pela morte de cerca de um milhão de bebés em 2013, informou a agência especializada das Nações Unidas. Sem um tratamento apropriado, os bebés que sobrevivem aos problemas causados pelo parto prematuro correm o risco de passar uma vida inteira de sofrimento.

O novo guia da OMS tem como objectivo ajudar a evitar as complicações e as consequências de saúde por causa do nascimento antes do tempo normal e, ao mesmo tempo, aumentar os esforços para a redução da mortalidade.

O documento cita uma série de intervenções que podem aumentar as probabilidades de sobrevivência do bebé, assim como de assistência às mães.Um exemplo disso é a aplicação de injecções de esteróides e de antibióticos às mulheres antes do parto e depois de a bolsa de água rebentar, como também o uso de sulfato de magnésio para evitar futuros problemas neurológicos nas crianças.

No caso dos bebés, a OMS menciona as medidas para manter os recém-nascidos bem aquecidos, o fornecimento de oxigénio e o uso de medicamentos para ajudar os bebés a respirarem normalmente.

A agência especializada da ONU diz que essas intervenções constam da Estratégia Global para a Saúde de Mulheres, Crianças e Adolescentes. (ja.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA