Obra de David Mestre em debate

União dos Escritores Angolanos (UEA) (D.R)

A União dos Escritores Angolanos (UEA) promove na quarta-feira, na sua sede, a partir das 18h00, mais uma edição do habitual debate “Maka à Quarta-feira”, sobre a vida e obra do poeta David Mestre.

 União dos Escritores Angolanos (UEA)  (D.R)
União dos Escritores Angolanos (UEA) (D.R)

O debate animado pelo crítico literário Lopito Feijó constitui uma celebração do 67ª aniversário natalício do malogrado escritor, um importante poeta da moderna literatura angolana. Luís Filipe Guimarães da Mota Veiga, conhecido por David Mestre, nasceu em Loures, Portugal, em 1948 e veio para Angola com apenas oito meses de idade.

Trabalhou como jornalista e crítico literário em vários jornais e revistas de Angola, de Portugal e de outros países. Foi director do Jornal de Angola e também coordenou diversas páginas literárias.

Em 1971 fundou e dirigiu o grupo “Poesias – Hoje”. Era membro da Associação Internacional de Críticos Literários e da União dos Escritores de Angola. David Mestre faleceu em 1997, em Almada, Portugal, vítima de um acidente vascular cerebral com apenas 49 anos.

A sua obra está traduzida em várias línguas. Escreveu os livros “Kir-Nan”, 1967, “Crónica do Gheto”, 1973, “Dizer País”, 1975, “Do Canto à Idade”, 1977, “Nas Barbas do Bando”, 1985, “O Relógio de Cafucolo”, 1987, “Obra Cega”, 1991, e “Subscrito a Giz – 60 Poemas Escolhidos”, 1996. (ja.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA