O advogado que bateu Seguro afinal vê vantagens em ter um país grisalho

(dn.pt)
(dn.pt)
(dn.pt)

O cabeça-de-lista da coligação na Guarda, Carlos Peixoto, diz que “cabelos brancos são uma mais-valia para o país”. Quanto a ideologias: “São boas quando há dinheiro”

As declarações de Carlos Peixoto sobre o envelhecimento da população deram-lhe, como se diz na gíria, cabelos brancos. Após um artigo em 2013 no jornal i em que se referiu ao fenómeno como a “peste grisalha”, o deputado do PSD provocou uma onda de indignação. Agora é o cabeça de lista da coligação na Guarda e as críticas voltaram. “Deputado do PSD que insultou reformados é cabeça de lista na Guarda”, lembrou logo o Bloco de Esquerda no seu site oficial.

Carlos Peixoto quer agora aclarar a situação – a começar pela expressão utilizada: “Não é da minha autoria, consta de diversas publicações, nomeadamente num livro que foi escrito por uma das gran-des especialistas das questões demográficas, Maria João Valente Rosa, da Fundação Francisco Manuel dos Santos.”

O cabeça de lista pelo círculo da Guarda considera mesmo que “as pessoas que têm cabelos brancos são naturalmente uma mais-valia para o país, pela sua capacidade, experiência e pelo acumular de conhecimentos ao longo da vida”. (dn.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA