Nigéria abre inquérito sobre aquisição de armas desde 2007

Bandeira da Nigéria (D.R)

Uma comissão de 13 membros deve investigar sobre a aquisição de armas para as Forças Armadas da Nigéria desde 2007, anunciou a Presidência num comunicado  transmitido segunda-feira à PANA.

Bandeira da Nigéria (D.R)
Bandeira da Nigéria (D.R)

Dirigida pelo antigo vice-marechal da Força Aérea, Jon Ode, a comissão recebeu por mandato identificar as irregularidades e fazer recomendações para racionalizar o processo de contratação no seio das Forças Armadas.

É integrada pelo conselheiro de Segurança Nacional, na sequência duma diretiva do Presidente nigeriano, Muhammadu Buhari.

« A criação da Comissão de Inquérito está em conformidade com a vontade do Presidente Buhari de erradicar a corrupção e as irregularidades no serviço público da Nigéria.

«Ela surge num contexto da miríade de desafios a que as Forças Armadas nigerianas  tiveram de fazer face durante operações de contrainsurreição em curso no nordeste, incluindo o défice aparente nas plataformas militares com o seu cortejo de efeitos negativos sobre ‘a moral’ das tropas”, indica o comunicado.

A comissão investigará especificamente sobre as alegações de desvios para corrigir os procedimentos de aquisição de equipamentos e a exclusão das alas logísticas pertinentes de fornecimento de armas sob as administrações passadas que, muitas vezes, culminaram na aquisição de equipamentos sub-estandarte e inutilizável.

A PANA soube que os soldados que combatem a seita Boko Haram se queixam de não estarem devidamente equipados, o que conduziu muitos deles a desertar da frente da guerra. (panapress.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA