Morte por comerem um peixe venenoso

(D.R)

Dois membros da mesma família morreram, domingo, em Luanda, depois de terem consumido baiacu, um tipo de peixe que contém uma glândula venenosa, nociva à saúde humana, noticiou a Rádio Luanda.

(D.R)
(D.R)

As vítimas mortais, Liliana Eugénia, de 25 anos, e Fofa Kayanga, de quatro, são mãe e filha, que se sentiram mal depois do almoço e deram entrada no Hospital dos Ramiros, com outros dois membros da família com quem partilharam a refeição.

A enfermeira Ana Bela, que prestou os primeiros socorros às vítimas, disse que a senhora chegou ao hospital praticamente sem sinais vitais e que a filha morreu dez minutos depois. Os sobreviventes continuam internados.

Testemunhas disseram que o peixe foi pescado por João Romeiro, esposo e pai das vítimas, que disse não ter sido a primeira vez que levava baiacu para casa.

“O que se passou é que a pessoa que escamou o peixe não retirou devidamente as vísceras, onde o baiacu armazena uma neurotoxina nociva aos seres humanos”, contou uma das testemunhas. Lúcia Maria, uma das sobreviventes, disse que depois de consumir os ovos do baiacu começou a sentir fraqueza.

A directora do Instituto de Investigação Pesqueira, Vaz Velho, disse que o baiacu é impróprio para o consumo humano e consta da lista de peixes mais perigosos do mundo. (ja.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA