Ministros das Finanças de África reúnem-se hoje em Luanda

Centro de Convenções do Talatona (Foto: Pedro Parente)
Centro de Convenções do Talatona (Foto: Pedro Parente)
Centro de Convenções do Talatona (Foto: Pedro Parente)

A reunião de ministros das Finanças e Governadores dos Bancos Centrais Africanos, Caucus Africano, inicia hoje, em Luanda, capital de Angola.

O evento, que decorrerá de 27 a 28 de Agosto, visa fortalecer a voz dos representantes do Continente em relação às questões importantes de desenvolvimento socioeconómico das instituições de Bretton Woods (BWIs).

A reunião se realizará no Centro de Convenções de Talatona, zona sul de Luanda, e constitui uma soberana oportunidade para os líderes africanos, representados pelos seus ministros das Finanças, do Plano e governadores dos Bancos Centrais, apresentarem de forma conjunta, coordenada e organizada as grandes e actuais preocupações que afectam as economias do continente africano, nomeadamente a construção de infra-estruturas e a industrialização dos processos produtivos.

Esta sessão ajudará, igual modo, Angola a fortalecer a sua relação com instituições financeiras internacionais como o Fundo Monetário Internacional, Banco Mundial e o Banco Africano de Desenvolvimento, com vista a mobilizar apoio para as necessidades financeiras de desenvolvimento do país.

O encontro tratar vários temas em seis painéis, entre os quais destacam-se “ Visão Geral da Economia Regional, Transformação e Diversificação Económica, Discussão sobre o Memorando de 2015 do Caucus Africano, bem como os Financiamentos de Projectos Regionais ligados às infra-estruturas”.

Angola foi designada formalmente como líder do Grupo do Caucus Africano em 2015, no evento que decorreu de 3 a 4 de Setembro de 2014, no (Friendship Hall), Centro de Conferências de Khartoum República do Sudão.

O Grupo Africano de Governadores do Grupo Banco mundial e do FMI, o Caucus, foi criado em 1963, tem o objectivo de fortalecer a voz dos Governadores do Continente Africano em relação as questões importantes de desenvolvimento socioeconómico da Região Africana, dentro dos órgãos das Instituições de Bretton Woods (Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA