Malanje: Melhorado atendimento aos pacientes no sector do Samoma em Luquembo

(Foto: Angop)

Luquembo – O atendimento dos pacientes no que respeita a assistência médica e medicamentosa está a melhor substancialmente desde Junho do ano em curso, com a entrada em funcionamento da primeira nova unidade sanitária no sector do Samoma, no município de Luquembo, a 275 quilómetros a leste da cidade de Malanje, em diversas patologias.

(Foto: Angop)
(Foto: Angop)

O facto foi avançado, domingo, pelo chefe da repartição municipal da saúde em exercício, João Muquíxi, tendo frisado que o ritmo de atendimento aos pacientes vai continuar no sentido de consolidar o funcionamento das patologias que os munícipes enfrentam na unidade sanitária, uma vez que com o surgimento do referido sector a população tem estado impossibilitada em atravessar o  rio Kwanza em busca de assistência médica na vizinha província do Bié, concretamente nas comunas de Dando e Nharea.

Informou que 10 a 15 pacientes são atendidos diariamente no referido posto, e apontou a febre tifóide, doenças diarreicas, paludismo e entre outras doenças como as mais frequentes na região.

A munícipe Conceição Martins Gamba mostrou-se satisfeita na ocasião e disse que desde a entrada em funcionamento do posto médico no sector do Samoma já não se regista movimento constante de pessoas a atravessarem o rio Kwanza a procura das unidades sanitárias nas comunas de Dando e Nharea, vizinha província do Bié.

Na ocasião apelou às crianças, jovens e adultos, no sentido de  preservarem o imóvel, com vista a servir  as futuras gerações, referindo que com o surgimento do posto de saúde no sector está a permitir que os munícipes recebam o tratamento de forma adequada.

As autoridades tradicionais locais mostraram-se também satisfeitas pelo gesto do governo de Malanje e da administração local por tudo que têm feito em prol da população, pois para elas é uma das formas que visa minimizar as dificuldades nas comunidades.

O sector do Samoma localiza-se a 136 quilómetros a sul da sede municipal de Luquembo com uma população aproximada de mil habitantes, maioritariamente camponeses. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA