Lusíada engajada no plano nacional de desenvolvimento

Mário Pinto de Andrade, Reitor da Universidade Lusiada (Foto: Pedro Parente)

O reitor da Universidade Lusíada de Angola (ULA), Mário Pinto de Andrade, garantiu nesta segunda-feira, em Luanda, que a instituição está engajada no plano nacional de desenvolvimento do país, colocando quadros competentes no mercado de trabalho.

Mário Pinto de Andrade, Reitor da Universidade Lusiada (Foto: Pedro Parente)
Mário Pinto de Andrade, Reitor da Universidade Lusiada (Foto: Pedro Parente)

Mário Pinto de Andrade fez este pronunciamento durante a sessão de abertura da 4ª edição da feira de emprego que decorre até quarta-feira, numa iniciativa da ULA.

Segundo o responsável, muitos estudantes serão aproveitados, isto porque a universidade tem a responsabilidade e está engajada com o processo de formação de quadros.

“As empresas, ao aproveitarem estudantes para estágios, estarão a valorizar os nossos alunos e a contribuir no desenvolvimento do país”, reforçou.

Para si, a realização da feira é de facto poder enaltecer o capital humano que a universidade produz anualmente e por conseguinte serem conhecidos e valorizados pelas empresas por intermédio dos seus curriculum.

Por sua vez a coordenadora da feira, Betânia Fernandes, afirmou que visa proporcionar aos estudantes um encontro com algumas empresas que estão no mercado de trabalho angolano de forma a conquistar estágios profissionais.

Para a coordenadora, os estudantes, ao conseguirem estágios profissionais nessas instituições, estarão de facto capacitados e munidos em termos de competências práticas para posteriormente dar respostas às necessidades do empregador.

Já os estudantes Manuel António e Joceline Maria consideram a feira uma mais-valia, porque ensina a compreender como funciona o mercado de trabalho e como devem se preparar para enfrenta-lo.

A  4ª edição da feira do emprego dedicada ao  empreendedorismo conta com a presença de 13 empresas internacionais e é dirigido exclusivamente aos estudantes da Universidade Lusída de Angola. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA