Ler Agora:
Liga dos Campeões, “play-off”: Sporting perde (3-1) em Moscovo e é “empurrado” para Liga Europa (vídeo)
Artigo completo 9 minutos de leitura

Liga dos Campeões, “play-off”: Sporting perde (3-1) em Moscovo e é “empurrado” para Liga Europa (vídeo)

(EURONEWS)

(EURONEWS)

Com a eliminatória empatada, Slimani marcou aos 83 minutos, mas o árbitro assinalou falta inexistente, O CSKA marcou de seguida e arrumou a questão. Na Bélgica, o Manchester United “passeou” e, no Chipre, o APOEL, de Domingos Paciência, também perdeu o comboio dos “milhões”.

Jorge Jesus surpreendeu ao deixar Islam Slimani no banco. Téo Gutierrez foi o ponta-de-lança, com Aquilani a surgir na posição “6” e a libertar Adrien e João Mário para impôr mais dinâmica à equipa. Carrillo e Ruiz tinham as responsabilidades criativas nos flancos. Jonathan foi a alternativa natural para a ausência do lesionado Jefferson.

A verdade é que a mudança tática dos “leões” deu resultado. O Sporting controlou a primeira parte — apenas por uma breve momento, o CSKA pareceu assumir o controlo —, teve mais posse de bola, deu pouco espaço aos moscovitas e foi até com naturalidade que chegou à vantagem. aos 36 minutos, João Pereira lançou em profundidade Téo Gutierrez e, na passada, pe,la meia direita, o colombiano “disparou” cruzado, batendo Akinfeev. O 0-1 ao intervalo era mais do que merecido.

O CSKA surgiu mais determinado na segunda parte e foi feliz. Muito feliz até. Na sequência de um livre na esquerda, Adrien desvia para zona perigosa, Doumbia antecipa-se a Patrício e, entre ressaltos, empata a partida. O Sporting continuava em vantagem, mas os russos ganhavam confiança.

O jogo perdeu velocidade, mas o CSKA assumiu o jogo. Teo Gutierrez desapareceu do jogo e Jesus trocou-o por Slimani. O Sporting apostava na contenção e, aos 72 minutos, foi traído. A defesa jogou para o fora de jogo, mas Musa desmarcou-se bem e à saída de Patrício assitiu Doumbia para o bis. O “play-off” estava empatado em Moscovo.

De livre direto, Aquilani obrigou Akinfeev a defesa apertada, aos 82 minutos. Na sequência, Slimani marca, mas o árbitro anula e parece dizer que a bola saiu de campo após o cruzamento de Carrillo: as repetições televisivas não o confirmam.

Aos 85 minutos, Musa foge ao fora de jogo de novo e faz o 3-1 para os russos. Jesus chamou Carlos Mané e Montero ao jogo, mas o CSKA segurou a vantagem de dois golos e segue para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

(EURONEWS)

(EURONEWS)

O Sporting apostou forte na presença na “Champions”, sai de cabeça erguida, mas sem os cerca de de 14 milhões de euros que a entrada na prova valia deverá ter de repensar a época e a eventual venda de algumas das suas “jóias”: William Carvalho, Adrien Silva, Carrillo, Slimani e Rui Patrício serão dos mais cobiçados. Os próximos dias vão ser de decisões dificéis em Alvalade.

Nas restantes partidas desta quarta-feira, o Manchester United praticamente arrumou a questão, em Brugge, aos 20 minutos. Grande jogada de Memphis Depay, a libertar Wayne Rooney e o capitão a colocar os ingleses em vantagem diante da equipa de Michel Preud’Homme. Logo a abrir a segunda parte, Rooney bisou aos 49 minutos e chegou ao “hat-trick” aos 57. Aos 63 minutos, o espanhol Ander Herrera fez o 0-4.
Liga dos Campeões, “playoff”:

APOEL (Chi) – FC Astana (Caz), 1-1 (0-1 = 1-2)
Partizan (Ser) – BATE (Blr), 2-1 (0-1 = 2-2)
B. Leverkusen (Ale) – Lazio (Ita), 3-0 (0-1 = 3-1)
C. Brugge (Bel) – . United (Ing), 0-4 (1-3 = 1-7)
CSKA (Rus) – SPORTING (POR) 3-1 (1-2 = 4-3)
Sh. Donetsk (Ucr) – R. Viena (Aus), 2-2 (1-0 = 3-2)
AS Mónaco (Fra) – Valência (Esp), 2-1 (1-3 = 3-4)
D. Zagreb (Cro) – Skënderbeu (Alb), 4-1 (2-1 = 6-2)
Malmö (Sue) – Celtic (Esc), 2-0 (2-3 = 4-3)
M. Telavive (Isr) – Basileia (Sui), 1-1 (2-2 =)

Na Alemanha, a Lazio foi incapaz de segurar a magra vantagem de 1-0 conseguida em Roma. O Leverkusen fechou a primeira parte com o “play-off” empatado e passou para a frente logo no reatamento. Aos 68 minutos, o brasileiro ex-Sporting Maurício foi expulso com o segundo amarelo e deixou os italianos a jogar com “10” e a necessitar de um golo para reverter o “play-off”. Mas a Lazio ainda sofreu um terceiro golo e acompanha o Sporting na “queda” para a Liga Europa.

Em Belgrado, o Partizan tinha de desfazer uma vantagem de um golo conseguida pelo BATE Borisov na primeira mão. Mas foi surpreendido aos 25 minutos pelo golo de Stasevic, que reforçou a posição dos bielorussos no “play-off”. Os sérvios ainda viraram o jogo a seu favor, venceram 2-1, mas não foi suficiente. O BATE segue para a fase de grupos beneficiado pelo golo marcado fora.

No Chipre, o APOEL, Domingos de Paciência, conseguiu empatar o “play-off” aos 60 minutos da segunda mão. Com Nuno Morais e Mário Sérgio no “11”, foi o bósnio Semir Štilić a colocar a equipa de Nicosia na luta dos “milhões”. Aos 84 minutos, porém, Maksimovic empatou e colocou a equipa do Cazaquistão na fase de grupos da Liga dos Campeões.
Espírito Santo afasta Jardim da “Champions”

O Valência, de Nuno Espírito Santo, garantiu terça-feira o apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões. A equipa espanhola perdeu 2-1 no Mónaco, mas beneficiou da vitória mais expressiva (1-3) conseguida uma semana antes no Mestalla para vencer o “play-off” diante da equipa de Leonardo Jardim.

O apuramento valenciano começou a ser confirmado, aliás, logo aos 4 minutos de jogo. Um erro clamoroso da defensiva monegasca, permitiu a Álvaro Negredo tempo e espaço para “desenhar” uma obra de arte e abrir o marcador. A equipa do principado, sem o lesionado João Moutinho, mas com Ricardo Carvalho, Bernardo Silva e Ivan Cavaleiro no “11”, reagiu, pressionou e conseguiu a reviravolta no marcador, com golos de Andrea Raggi e Elderson. Mas foi só.

A festa foi espanhola e o Valência carimbou o passaporte para voltar ao Mónaco na sexta-feiram onde, pela primeira vez, vão estar 5 equipas envolvidas no sorteio da Liga dos Campeões (conferir mais abaixo, na página).

A equipa mais “portuguesa” da primeira noite de jogos decisivos no “play-off” da Liga dos Campeões conseguiu o resultado mais volumoso. O Dínamo de Zagreb carimbou com classe a entrada na fase de grupos.

Com Eduardo na baliza e Gonçalo, Paulo Machado e Ivo Pinto também no “11”, os croatas golearam, por 4-1, o Skënderbeu.

O Dínamo já havia ganho (2-1) na primeira mão e apenas confirmou a supremacia sobre os albaneses, jogando, inclusive, desde os 48 minutos reduzidos a “10”, por expulsão com segundo amarelo do português ex-Estoril Gonçalo. Mesmo assim, os croatas ainda marcaram mais duas vezes. O argelino Soudani abrui e fechou o marcador em Belgrado.

Em Donetsk, houve uma primeira parte de loucos e a surpresa chegou a pairar no ar. O brasileiro Marlos abriu o marcador aos 10 minutos. Schaub, aos 13, e Hoffman, aos 22, deram a volta e colocaram o apuramento nas mãos do Rapid de Viena, pelos golos fora. Ainbda antes do intervalo, Gladkyj empatou e deicou os ucranianos em vantagem, que não mais largaram.

Em Israel, o Maccabi tinha a favor os golos marcados no empate (2-2) em Basileia. Zuffi colocou os suÍços em vantagem, e livre, aos 11 minutos, mas Zehavi empatou, aos 24. O empate final a um golo benenficou a equipa de Telavive.

Na Suécia, por fim, o Malmö recebeu e o Celtic e, das equipas que partia em desvantagem para esta primeira noite da segunda-mão do “play-off”, foi a única que conseguiu dar a volta. Depois da derrota, por 2-3, em Glasgow, os campeões suecos venceram os escoceses, por 2-0, e festejaram o regresso pelo segundo ano consecutivo à fase de grupos da Liga dos Campeões.
Sorteio da fase de grupos é sexta-feira

(EURONEWS)

(EURONEWS)

O sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões realiza-se esta quinta-feira no Forum Grimaldi, no Mónaco. Entram nas 4 tômbolas 32 equipas, que serão divididas em 8 grupos de 4. Esta época, o vencedor da Liga Europa, o Sevilha, tem entrada direta na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Ao contrário dos anos anteriores, e na sequência de uma mudança nos regulamentos, pela primeira vez o pote 1 não será composto apenas pelos campeões das 7 melhores ligas europeias: Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália, Portugal, França e Rússia.

Como o Barcelona acumula o título espanhol e europeu, o campeão da oitava melhor liga europeia, a holandesa (PSV, de Eindhoven), também ganhou lugar nos cabeças de série.

A final da Liga dos Campeões está, esta época, marcada para o Estádio de San Siro, em Milão, a 28 de maio.
Constituição dos potes para o sorteio

Pote 1:
Barcelona (Esp) — atual campeão europeu
Chelsea (Ing)
Bayern de Munique (Ale)
Juventus (Ita)
BENFICA (POR)
Paris Saint-Germain (Fra)
Zenit (Rus)
PSV (Hol)

Pote 2:
Real Madrid (Esp)
At. Madrid (Esp)
FC PORTO (POR)
Arsenal (Ing)
Man. United (Ing)
Valência (ESp)
B. Leverkusen (Ale)
Man. City (Ing)

Pote 3:
Sh. Donetsk (Ucr)
Sevilha (Esp)
Ol. Lyon (Fra)
Dinamo Kiev (Ucr)
Olympiacos (Gre)
CSKA Moscovo (Rus)
Galatasaray (Tur)
AS Roma (Ita)

Pote 4:
BATE (Blr)
B. Möenchengladbach (Ale)
Wolfsburgo (Ale)
M. Telavive (Isr)
Dinamo Zagreb (Cro)
Gent (Bel)
Malmö (Sue)
Astana (Caz) (euronews.com)

Por Francisco Marques

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »