Líbia investiga vídeo que mostra guardas espancando filho de Gaddafi na prisão

(REUTERS)
(REUTERS)
(REUTERS)

O procurador-geral da Líbia está tentando identificar guardas mostrados em um vídeo aparentemente espancando um dos filhos do ex-presidente do país Muammar Gaddafi detido em uma prisão de Tripoli, disse seu gabinete nesta segunda-feira.

O vídeo foi publicado uma semana após um tribunal de Tripoli ter sentenciado outro filho de Gaddafi, Saif al-Islam, junto a oito ex-autoridades de seu regime à morte por crimes cometidos durante um levante popular que derrubou o governo de seu pai, que mais tarde foi capturado e morto por rebeldes.

O vídeo parece mostrar guardas provocando e espancando Saadi Gaddafi, de 42 anos, que foi extraditado do Níger para a Líbia no ano passado. Ele está preso desde então em uma prisão de Tripoli e enfrenta acusações pela morte de um jogador de futebol na época em que era chefe da Federação Líbia de Futebol, assim como por outros crimes.

No vídeo, Saadi apanha no rosto ao ser interrogado e depois é espancado na sola dos pés, amarrado a um cano, enquanto grita. Ele também é forçado a ouvir e assistir outros prisioneiros aos gritos sendo espancados fora da sala em que era mantido.

A autenticidade do vídeo não pôde ser independentemente verificada. (reuters.com)

por Ahmed Elumami e Ulf Laessing

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA