Julgamento do activista angolano Mavungo adiado em 24 horas

José Marcos Mavungo, activista Cabinda Angola (VOA)
José Marcos Mavungo, activista Cabinda Angola (VOA)
José Marcos Mavungo, activista Cabinda Angola (VOA)

O julgamento do activista angolano José Marcos Mavungo, previsto para iniciar esta terça-feira, 25, foi adiado para amanhã a pedido do Ministério Público.

Com a sala do tribunal cheia, a Procuradoria Geral da República alegou “não domínio do processo” para justificar o pedido, aceite pelo juiz que marcou o início do julgamento para amanhã, 26, às 9 horas.

Mavungo estava na sala e encontrava-se “visivelmente abatido”, segundo o correspondente da VOA no tribunal.

O activista estava acompanhado dos seus três advogados de defesa, Arão Tempo, Francisco Luemba e Luís Nascimento.

Desde as primeiras horas do dia, dezenas de pessoas dirigiram-se ao tribunal para aguardar pelo início da audiência.

Entre a assistência estavam o líder da bancada parlamentar da Unita Raúl Danda e personalidades da sociedade civil, como Elias Isaac, da Associação Open Society, e Serra Bango, da Associação para Justiça, Paz e Democracia. (voa.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA