Instalações da Cooperativa de Crédito da Presidência serão inauguradas nesta quarta-feira

O ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República (DR)
O ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República (DR)
O ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República (DR)

As instalações da Cooperativa de Crédito dos Funcionários da Presidência da República (COOCREFP), cujo objectivo é o desenvolvimento de programas de poupança dos Associados, de uso adequado do crédito e de prestação de serviços financeiros, praticando todas as operações activas, passivas e acessórias das cooperativas de crédito e outras permitidas por lei, serão inauguradas nesta quarta-feira, em Luanda.

O empreendimento que está localizado na Cidade Alta (Bairro Saneamento) comporta vários gabinetes de trabalho será inaugurado pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Edeltrudes Costa, em representação do Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos .

Em declarações à Angop a propósito da criação desta cooperativa sem fins lucrativos, o Assistente do Secretário-Geral do Presidente da República, Sousa João de Almeida, afirmou que a instituição “funcionará tipo um banco, mas somente virado para os seus membros que são os funcionários dos órgãos auxiliares do Presidente da República e também familiares destes”.

“A cooperativa é uma espécie de banco que só concederá crédito aos seus membros”, explicou Sousa João Almeida, tendo considerado que no actual contexto o figurino das cooperativas de crédito são de extrema importância porque “uma economia não avança sem crédito”.

Informou que, cada um dos cooperados é cliente e ao mesmo dono da cooperativa, pois no final do seu exercício apurados os resultados a instituição tem sobras e se o resultado for positivo as mesmas (sobras) serão distribuídas por todos membros de acordo com os critérios que a Assembleia Geral definir”.

A Cooperativa de Crédito dos Funcionários da Presidência da República incorpora ainda acções ligadas ao “fomento do cooperativismo através de programas de marketing e formação direccionada aos associados, entre outros.

Podem associar-se à cooperativa todas as pessoas singulares, maiores de idade e com capacidade de exercício de direitos que concordem com o seu estatuto, preencham as condições nele estabelecidas e sejam funcionários efectivos dos Órgãos Auxiliares da Presidência da República. A subscrição de valor é de AKZ 15.000.00.

Ainda de acordo com Sousa João Almeida, actualmente a cooperativa conta já com 100 membros fundadores e que a previsão deverá atingir mil associados. Este número segundo avançou tende a aumentar para três mil a julgar pela integração de familiares dos funcionários.

A Cooperativa de Crédito dos Funcionários da Presidência da República (COOCREFP) foi proclamada a 31 de Janeiro de 2014, em Luanda durante uma assembleia , que juntou mais de cem trabalhadores ligados a este serviço.

O cooperativismo é uma filosofia de vida baseada na união das pessoas com interesses comuns, que desejam satisfazer as suas necessidades económicas, sociais e culturais por meio da cooperação fundamentada na participação democrática, solidária, independente e autónoma. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA