Huíla: Novo mercado conta com 80 porcento de ocupação

HUÍLA: NOVO MERCADO "RIO NAGOMBE" (Foto: Angop)

Lubango – O novo mercado da Kilemba, na cidade do Lubango, inaugurado recentemente pelo Deputado á Assembleia Nacional (Parlamento angolano), Virgílio de Fontes Pereira, com capacidade de albergar cinco mil e 224 bancadas, já conta com 80 porcento de vendedores provenientes do encerrado mercado paralelo do “João de Almeida”.

HUÍLA: NOVO MERCADO "RIO NAGOMBE"  (Foto: Angop)
HUÍLA: NOVO MERCADO “RIO NAGOMBE” (Foto: Angop)

Construído numa superfície territorial de 61 hectares, a infra-estrutura, reserva ainda armazéns, bancos comerciais, matadouro, creches, balneários públicos, parque de estacionamento, espaços verdes e outros empreendimentos, pelo está a conferir melhores serviços e conforto aos vendedores e clientes.

Em declarações  terça-feira a ímprensa nesta cidade, os vendedores afirmaram ser um mercado que garante melhor a conservação dos produtos alimentares e industriais em função da sua dimensão e espaços criados para o efeito.

O vendedor há mais de dez anos, Francisco Maniqueia, disse que o actual mercado oferece condições dignas para a actividade mercantil, mas solicitou o governo a instalação rápida de energia e água que permitam comodidade humana e de conservação de produtos perecíveis.

Já a vendedora, Júlia Maria disse que tem vindo a comercializar os seus produtos alimentares de forma razoável, esperando que os clientes se habituem a rotina.

Já a chefe de repartição dos assuntos económicos da administração municipal do Lubango, Rosa Coimbra, sublinhou que neste momento continuam a sensibilizar os vendedores, no sentido de ocupar os seus espaços, porque a partir desta quarta-feira, far-se-á uma campanha de limpeza completa, isto é a destruição de barracas e casas de venda por formas a projetar-se a construção de escolas e postos médicos visando servir a comunidade ali residente.

“A destruição de infra-estruturas ali construídas só não aconteceu antes por avarias dos equipamentos e, neste momento estamos a concluir a manutenção dos meios para se dar o início da campanha de limpeza do antigo mercado paralelo, que vai desencorajar vendedores a permanecerem neste local”, disse.

Em 2010, a administração municipal do Lubango transferiu, o mercado do Tchioco para a zona do Mutundo, que conta com mais de nove mil bancadas, bancos, matadouro, armazéns e outras infra-estruturas.

O município do Lubango tem uma população estimada em 731 mil e 575 habitantes e conta actualmente com quatro mercados formais melhorados, assim como vários paralelos de pequena dimensão. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA