Huambo: Problemática da qualidade da água exige um programa de formação emergente

(Foto: Angop)

Huambo – A resolução da problemática da qualidade de água consumida na província do Huambo exige a implementação de um programa de formação emergente, para a capacitação dos quadros capazes de desenvolverem a investigação e avaliação do estado das nascentes, poços, cacimbas e furos.

(Foto: Angop)
(Foto: Angop)

A sugestão é do especialista em educação médica e saúde familiar José Molina Garcia, de nacionalidade cubana, que apresentou sexta-feira, nesta província, o projeto-piloto de melhoria da qualidade da água para consumo humano.

Afirmou que a problemática do abastecimento de água em qualidade e nas quantidades suficientes é complexa, por ser multi-sectorial, envolvendo distintas instituições públicas e privadas e a própria sociedade.

José Molina Garcia defendeu o desenvolvimento de uma investigação profunda das fontes, quanto à sua capacidade em termos de quantidades, análise laboratorial da qualidade da água e a desinfectação e protecção das fontes hídricas, para que não sejam contaminadas.

Também advogou a dinamização da educação da população, para que conheça os perigos do consumo de água impropria. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA