Huambo: Oito casos de acidentes de viação são operados diariamente no Hospital central

HUAMBO: DIRECTOR DO HOSPITAL CENTRAL, WELEMA CIPRIANO (Foto: Edilson Domingos)

Huambo – Oito cidadãos com lesões crânio-cefálicas, tumores medulares, problemas no tórax e no abdômen, resultantes dos acidentes rodoviários são operados diariamente no Hospital Central do Huambo, dos 60 feridos graves e ligeiros atendidos pela unidade sanitária.

HUAMBO: DIRECTOR DO HOSPITAL CENTRAL, WELEMA CIPRIANO (Foto: Edilson Domingos)
HUAMBO: DIRECTOR DO HOSPITAL CENTRAL, WELEMA CIPRIANO (Foto: Edilson Domingos)

A informação foi prestada hoje, à Angop, pelo director-geral da maior unidade sanitária da região, Welema Cipriano da Fonseca, adiantando que as operações diárias têm igualmente a ver com casos de lesões do ponto de vista oesteomioarticulares.

Constam entre as operações realizadas, segundo o responsável, cirurgia logo à entrada no hospital e outras por planos e programadas entre o paciente e o médico, tendo em conta que, apesar do aumento do índice de sinistralidade na província, a unidade sanitária assiste também sinistrados de outras regiões do país.

Welema Cipriano referiu que o Hospital Central do Huambo abarca a região centro e sul do país, designadamente as províncias do Huambo, Bié e Cuando-Cubango, bem como alguns municípios limítrofes do Cuanza Sul, Benguela e da Huíla, razão pela a sua secção de ortopedia, construída para 120 doentes, encontra-se totalmente lotada.

Por isso, o responsável apelou os utentes da via no sentido de prevenir-se mais da sinistralidade rodoviária, obedecendo o Código de Estrada, sendo o hospital o último elemento desta cadeia centrada na resolução dos problemas dos utentes.

“A secção de ortopedia possui 120 camas, mas, infelizmente está com uma media ocupacional superior aos 90 por cento, isto quer dizer que o número de acidentes rodoviários tende aumentar cada vez, cuja redução exige intervenção de todas as forças vivas da sociedade”, disse, acrescentando que o sector possui seis médicos especialistas e 50 enfermeiros.

De recordar que o Hospital Central do Huambo organiza de 22 a 24 deste mês, o 4º Congresso Nacional de Ortopedia e Traumatologia, sob o lema “A sinistralidade rodoviária e a reabilitação dos sinistrados”. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA