Huambo: Leite materno facilita adaptação do bebé a outros alimentos

(D.R)

Huambo – A supervisora do programa de Nutrição da direcção da Saúde na província do Huambo, Cármen Adelaide, disse terça-feira, nesta região, que o leite materno faz com que os bebés tenham uma melhor adaptação a outros alimentos na fase de crescimento.

(D.R)
(D.R)

Falando a propósito da semana do aleitamento, aberta segunda-feira, a responsável disse tratar-se de um alimento rico em nutrientes necessários para o crescimento saudável do bebé e, por isso,  é insubstituível nos primeiros seis meses de vida de um recém-nascido.

Cármen Adelaide afirmou que o leite materno é completo, pois contém vitaminas, minerais, gorduras e proteínas propícias para o organismo do bebé, assim como substâncias nutritivas e de defesa contra as doenças respiratórias e diarreicas, realçando que o mesmo também previne doenças, entre elas a dor de estomago.

A supervisora do programa de Nutrição da direcção da Saúde na província do Huambo afirmou ainda que o sucesso do aleitamento materno pode ainda ser definido pela qualidade da interacção entre mãe e bebé, durante a mamada, pois este proporciona a oportunidade de contacto físico e visual e a vivência da cooperação mútua.

Segundo ela, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda as mães, independentemente do seu estado serológico, no sentido de amamentarem os filhos com o próprio leite materno exclusivo, sem o acréscimo de qualquer outro alimento sólido ou líquido.

A alimentação complementar deve ocorrer somente após os seis meses. A partir dos 12 meses as mães seropositivas devem interromper o aleitamento materno e prosseguirem com uma dieta infantil apropriada. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA