Huambo: Construídas 300 residências em zonas de risco na Caála

HUAMBO: CONSTRUÇÕES ANÁRQUICAS NA PROVÍNCIA (Foto: Edilson Domingos)

Caála – Trezentas casas foram construídas em zonas de risco no município da Caála, província do Huambo, informou quinta-feira, o director dos serviços técnicos da administração local, António Cardoso Nowandy.

HUAMBO: CONSTRUÇÕES ANÁRQUICAS NA PROVÍNCIA (Foto: Edilson Domingos)
HUAMBO: CONSTRUÇÕES ANÁRQUICAS NA PROVÍNCIA (Foto: Edilson Domingos)

Em declarações à Angop, o responsável explicou que as residências foram erguidas ao redor do monte “Mbangela”, áreas próximas de ravinas do bairro “Cemitério”, no “CRC” ao longo do Caminho de Ferro de Benguela (CFB) e nas proximidades da margem do rio da Chandenda.

António Cardoso disse que, após a sua contabilização, a administração definiu um programa de loteamento de novos terrenos para construção auto-dirigida que serão cedidos as famílias alojadas em zonas de risco, dado o perigo que correm a julgar pelo aproximar da época chuvosa.

Garantiu que actualmente está em curso um programa de loteamento de terras nas aldeia de Mussili, Calai Brita e no novo bairro da “Codume”.

A par desta tarefa, o responsável da administração frisou que técnicos levam a cabo campanhas de sensibilização nas comunidades, para que a população abandone o hábito de construir sem antes solicitar autorização da administração. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA