Guerrilha das FARC admite que matou líder comunitário na Colômbia

(AFP)
(AFP)
(AFP)

A guerrilha comunista das FARC admitiu nesta segunda-feira que membros de uma de suas colunas móveis assassinaram o líder comunitário Genaro García no dia 3 de Agosto no sudoeste da Colômbia, crime que havia sido condenado pelo próprio grupo rebelde.

“Realizamos investigações internas e em terra sobre o mencionado caso, que conduzem à conclusão de que efectivamente unidades da coluna móvel Daniel Aldana se encontram comprometidos na realização de um ato tão condenável”, declarou à imprensa o comandante Pablo Catatumbo, um dos delegados das FARC nas negociações de paz com o governo colombiano em Havana. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA