Governo compromete-se em criar espaços de lazer para interacção das famílias

Graciano Domingos, Governador de Luanda - corte de fita na Praça de Unidade Africana (Foto: Gaspar Dos Santos)

O governo da província de Luanda e a Comissão Administrativa desta cidade estão a criar locais de lazer para as crianças e a juventude, para que exista maior interacção entre as famílias, disse hoje, segunda-feira, o governador da capital do país, Graciano Domingos.

Graciano Domingos, Governador de Luanda - corte de fita na Praça de Unidade Africana (Foto: Gaspar Dos Santos)
Graciano Domingos, Governador de Luanda – corte de fita na Praça de Unidade Africana (Foto: Gaspar Dos Santos)

O governador fez este pronunciamento após a reabertura do parque infantil da Praça da Unidade Africana, situada no bairro do Miramar, distrito urbano do Sambizanga.

Segundo o gestor da província de Luanda, é um projecto que visa criar locais para as crianças, onde os menores podem conviver e os pais levar os filhos para passear, onde podem ser transmitidas mensagens de valores culturais da sociedade.

Disse que serão primeiro recuperados os que já existem, e naturalmente zonas como Cacuaco, Belas, Viana e Cazenga vão escolher novas áreas, em função da requalificação, para poderem incorporar estes tipos de equipamentos.

Graciano Domingos acrescentou que espaços como este são precisos, porque é importante que as pessoas interajam umas com as outras. Os munícipes vivem numa cidade quase pouca humanizada, porque existem poucos sítios de convivência, e  locais como estes ajudam a socializar e a ter uma visão global para o que se pretende para o país.

O governador disse que obras como estas serão multiplicadas ao longo de toda a província  de Luanda, nomeadamente o município do Cacuaco, Belas, Viana, Cazenga, Icolo e Bengo e Quiçama.

“O estado investiu dinheiro, colocou a disposição da comunidade, todos devem assumir uma atitude responsável, conservando este bem necessário para o lazer dos munícipes” apelou o governador.

Chamou também atenção para a necessidade de manter-se o compromisso com a higiene. A Comissão Administrativa da Cidade de Luanda e as administrações municipais devem reforçar a organização dos serviços de fiscalização, aqueles que não se comportarem convenientemente devem aplicar multas, esperando que esta medida crie um ambiente de  responsabilidade.

Por seu turno, a administradora do distrito urbano do Sambizanga, Mara Baptista, disse que a reabertura desta Praça atende uma preocupação da juventude na criação de espaços deste género, uma vez que os jovens solicitam mais espaços para o convívio salutar.

Disse que no distrito urbano do Sambizanga no ano económico de 2014 construiu dois campos polidesportiva, acreditando que desta forma paulatina vão minimizando esta carência.

O espaço conta com dois quiosques, um restaurante, igual número de recinto para jogo, ciclovia, repuxo iluminado, balneário público, entre outros serviços.

A obra a cargo da empresa angolana Wilma Comercial, teve a duração de um ano e custou aos cofres do estado cerca de 99 milhões de Kwanzas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA