Extensa lavra de liamba descoberta pela Polícia

Polícia destrói lavra de liamba (ANGOP)

Uma lavra com 5.560 plantas de liamba foi descoberta pela Polícia Nacional na cidade de Mbanza Congo, província do Zaire, depois de terem sido detidos em flagrante dois indivíduos que comercializavam a droga nas suas moradias.

Polícia destrói lavra de liamba (ANGOP)
Polícia destrói lavra de liamba (ANGOP)

Os dois cidadãos estão entre 15 suspeitos de autoria de vários crimes em bairros periféricos da capital do Zaire apresentados segunda-feira à imprensa na cidade de Mbanza Congo pelo Comando Provincial do Zaire da Polícia Nacional.

A lavra de liamba foi descoberta na localidade de Tuku, localizada a 25 quilómetros da sede municipal de Mbanza Congo.  A maioria dos suspeitos, com idades entre os 16 e os 40 anos, é acusada de praticar assaltos na via pública e em moradias, disse o porta-voz do comando provincial da Polícia Nacional no Zaire, inspector-chefe Luís Bernardo.

O oficial da Polícia salientou que a detenção dos 15 supostos marginais é resultado de operações conjuntas, realizadas com efectivos dos Serviços de Investigação Criminal nos bairros “4 de Fevereiro” e “11 de Novembro” e na aldeia do Tuku, onde tem havido relatos de ocorrência de vários actos delituosos.

As operações permitiram a recuperação de dez televisores, dez aparelhos de som, sete computadores, cinco motorizadas, arcas e cadeiras de plástico. (ja.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA