Explosão em Banguecoque “não corresponde” com tácticas de insurgentes do sul da Tailândia

(REUTERS)
(REUTERS)
(REUTERS)

A explosão de uma bomba em um movimentado cruzamento no centro de Banguecoque matando 19 pessoas “não corresponde” com tácticas usadas pelos rebeldes separatistas do sul da Tailândia, disse o chefe do Exército do país na terça-feira (horário local).

“Isso não corresponde com incidentes no sul da Tailândia. O tipo de bomba usada também não está em sintonia com o sul”, disse o chefe do Exército Real e vice-ministro da Defesa, general Udomdej Sitabutr, em entrevista televisiva.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pela explosão ocorrida na segunda-feira à noite, que deixou dezenas de feridos, e as autoridades da Tailândia ainda não atribuíram o ataque a alguma organização.

Três províncias do extremo sul da Tailândia abrigam uma insurgência muçulmana separatista há um longo tempo. Desde 2004, mais de 6.500 pessoas, a maioria delas civis, foram mortas em violência na região.

A violência raramente ultrapassou essas províncias. (reuters.com)

por Amy Sawitta Lefevre

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA