Ex-vereador Alexandre Romano é preso em investigação da Lava Jato

Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira em São Paulo o ex-vereador do PT em Americana (SP), Alexandre Romano. (EFE/Bosco Martín)
Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira em São Paulo o ex-vereador do PT em Americana (SP), Alexandre Romano. (EFE/Bosco Martín)
Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira em São Paulo o ex-vereador do PT em Americana (SP), Alexandre Romano. (EFE/Bosco Martín)

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta quinta-feira em São Paulo o ex-vereador do PT em Americana (SP), Alexandre Romano, durante a 18ª fase da Operação Lava Jato.

A nova operação, nomeada Pixuleco II, mobilizou cerca de 70 agentes em Brasília, Porto Alegre, São Paulo e Curitiba para fazer registros em dez diferentes endereços terminou com a captura do advogado, segundo a polícia.

Essa fase tem como objetivo buscar provas para verificar denúncias de que um dos envolvidos no escândalo recebeu subornos para facilitar contratos com o Ministério do Planejamento por R$ 50 milhões, segundo o comunicado da PF.

Romano foi detido no aeroporto de Congonhas, quando embarcava para um voo, e deverá ser tranferido para Curitiba. A prisão foi ordenada pelo juiz federal Sérgio Moro com base no depoimento de delação premiada do lobista Milton Pascowitch.

Esta fase da investigação é considerada uma continuação da anterior, na qual aconteceu a detenção do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, preso há duas semanas acusado de ter recebido subornos no caso de desvios da Petrobras. (efe.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA