ENSA vai apostar na bancassurance, diz PCA

Manuel Gonçalves, PCA ENSA (Foto: D.R.)
Manuel Gonçalves, PCA ENSA (Foto: D.R.)
Manuel Gonçalves, PCA ENSA
(Foto: D.R.)

Tida como a maior seguradora do País, a empresa perspectiva partilhar com as empresas mais informações sobre os produtos que tem disponíveis nas suas agências.

A Empresa Nacional de Seguros de Angola (ENSA) prevê, em breve, desenvolver novos canais de distribuição de produtos, entre os quais a bancassurance, e aumentar e fortalecer a sua rede de mediadores, através de corretores e mediadores, avançou ao Expansão o presidente do conselho de administração (PCA) da seguradora, Manuel Gonçalves. De acordo com o PCA, o projecto “não só está em marcha como também está a acontecer”.

Manuel Gonçalves afirmou existirem mais de 20 empresas de corretagem em matéria de seguros em Angola, muitas delas a trabalhar com a ENSA. “Queremos trabalhar com a maioria dos corretores e queremos fortalecer e melhorar a relação com os mediadores”, frisou Manuel Gonçalves.

Segundo o gestor, a seguradora perspectiva partilhar informações com outras empresas sobre aquilo que tem disponível nas suas agências. “Estamos muito focados nesse momento com a nova linha de distribuição de produtos ligados a empresas”, realçou.

Sobre os investimentos que têm vindo a ser feitos pela ENSA, Manuel Gonçalves referiu que diferem de ano para ano. Nesse momento, adiantou, além do investimento em novas agências a nível dos municípios, está a investir-se também na melhoria das condições de trabalho dos funcionários da empresa e no uso das novas tecnologias. “Este investimento tem justificado a nossa posição de liderança no mercado angolano. Por isso, considero fundamental e indispensável”, justificou o gestor.

Manuel Gonçalves falou ainda sobre a actual situação económica que o País está a atravessar. Para o responsável, a crise trouxe mais determinação para se poder enfrentar os desvios diários. “A palavra-chave para a crise financeira e económica deve ser trabalho, mas trabalho em equipas perfeitamente alinhadas, com uma adequada visão estratégica”, defendeu.

Actualmente com 40 agências, a ENSA está presente em todas as sedes provinciais e em municípios cuja actividade económica o justifique, assim como em alguns postos fronteiriços, nomeadamente nas províncias de Cabinda (Massabi) e Cunene (Santa Clara). “Podemos considerar que a nossa empresa, neste momento, está a crescer cada vez mais, não só a nível geográfico, mas também na melhoria da oferta dos nossos produtos”, conclui o gestor. (expansao.ao)

Por: Silvana Tchissuleno

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA