Em campanha, Portas vai para um lado e Passos para o outro

(D.R)

Os líderes do CDS e do PSD concorrem juntos às legislativas mas vão ter duas agendas distintas. Com reuniões para ‘acertar’ o discurso.

(D.R)
(D.R)

Durante a campanha da coligação Portugal à Frente, Portas e Passos “não vão andar os dois de braço dado”, diz ao SOL uma fonte da direção do PSD.

Os líderes do CDS e do PSD vão ter duas agendas distintas, “que sejam complementares e não conflituantes”, para potenciar o facto de haver dois representantes unidos para as legislativas.

“Passos não vai andar colado a Portas, como este não vai andar colado a Passos. Hão de aparecer juntos numa ou noutra ocasião, só isso”, garante ao mesmo jornal uma fonte próxima de Passos Coelho.

Os dois candidatos vão estar juntos nos momentos altos da campanha, como jantares e comícios e manter reuniões diárias para evitar discordâncias nos discursos que um e outro farão em separado.

Paulo Portas fica fora dos debates com outros candidatos, nos quais a coligações e fará representar apenas por Passos Coelho, mas no terreno ser-lhe-ão destinados os “distritos mais competitivos”, além de encontros com agricultores, pensionistas e IPSS’s. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA