EI cerca bastião rebelde no norte da Síria

(AFP)
(AFP)
(AFP)

O grupo Estado Islâmico (EI) cercou na noite desta sexta-feira um importante bastião rebelde no norte da Síria, após quase uma semana de combates que deixaram 121 mortos, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Desde domingo passado, o grupo jihadista capturou uma série de localidades em torno de Marea, principal base de combatentes e armas na província de Aleppo dos rebeldes que lutam contra o regime do presidente Bachar al-Assad.

Marea, 35 km ao norte da cidade de Aleppo, está situada sobre uma importante estrada para a fronteira com a Turquia.

“Na noite de sexta-feira, o EI capturou a cidade de Tlaline, cercando totalmente Marea”, disse à AFP Rami Abdel Rahmane, director do OSDH. “Os jihadistas assediam agora a cidade do leste, norte, sul e sudoeste”.

“O EI também controla, a oeste, a estrada que leva à fronteira turca”, a 25 km de distância.

“Tlaline caiu nas mãos do EI”, confirmou o militante Mamoun al-Khatib, director local da agência de notícias Shahba.

“O EI toma nossas vilas e cidades, uma após outra. Nós pedimos socorro mas as pessoas não respondem”, disse Al-Khatib em sua página no Facebook.

Segundo o OSDH, 76 rebeldes e 45 jihadistas morreram desde o início da ofensiva, no domingo passado, na qual o EI explodiu seis carros-bomba.

Marea foi uma das primeiras cidades a se revoltar contra o regime de Assad, em 2011, e serviu de ponto de partida para a ofensiva rebelde que em 2012 chegou à Aleppo, a segunda maior cidade do país. (afp.com)

DEIXE UMA RESPOSTA