“É um risco para o PSD meter Sócrates na campanha política”

Rebelo de Sousa (DR)
Rebelo de Sousa (DR)
Rebelo de Sousa (DR)

Discurso de Paulo Rangel poderá ser prejudicial para o PSD.

Em análise ao discurso que Paulo Rangel protagonizou na Universidade de Verão do PSD, Marcelo Rebelo de Sousa considera que pode ser perigoso para o partido ‘laranja’ falar em Sócrates.

Recorde-se que esta sexta-feira, Paulo Rangel afirmou que “se os socialistas estivessem no Governo não haveria um primeiro-ministro e um banqueiro sob investigação”. Embora o professor lembre que o eurodeputado social-democrata faça referência, constantemente, ao Governo de Sócrates, defende que fazê-lo do ponto de vista da Justiça pode não lhe ser benéfico.

“Meter ou não Sócrates na campanha? Eu acho que não. É um risco para o PSD ser ele a metê-lo”, disse, considerando que se isso acontecer a coligação está “ a legitimar a afirmação de Sócrates sobre a vitimização da política”.

“O tema Sócrates é um tema que é mais incómodo para o PS a menos que a direita se meta”, atirou, lembrando que se José Sócrates sair da prisão preventiva na próxima semana, poderá colocar António Costa numa situação complicada. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA