Cunene: CNIDAH pede mais denúncia das áreas suspeitas com minas

Desminagem em Angola (D.R)

Ondjiva – O oficial de ligação da Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Assistências Humanitárias (CNIDAH), na província do Cunene, Mário Satipamba, apelou neste sábado, em Ondjiva, mais denúncia da população sobre áreas suspeitas de minas.

Desminagem em Angola (D.R)
Desminagem em Angola (D.R)

Em declarações Angop, Mário Satipamba, disse que a colaboração das populações que residem em zonas suburbanas é primordial no exercício da desminagem, uma vez que conhecem melhor as áreas suspeitas de minas e outros engenhos explosivos não detonados.

O responsável referiu ser importante que os cidadãos participem de forma indirecta para o sucesso do Programa Nacional de Desminagem, a nível da província, para a limpeza e desminagem de mais zonas e garantir a circulação de pessoas e bens com segurança.

Mário Satipamba sublinhou que 317 engenhos explosivos não detonados e 30 mil e 375 munições diversas foram desactivados pelas operadoras de desminagem no Cunene, durante o primeiro semestre do ano em curso.

Na província do Cunene estão a trabalhar as operadoras do Instituto Nacional de Desminagem (INAD), brigada B das Forças Armadas Angolanas e  Associação Terra Mãe. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA