Cuanza Norte: Quinta edição da peregrinação a Massangano constituiu destaque da semana

Milhares de cristão partiucipam a peregrinação ao santuario da nossa Senhra das Victorias de Massangano (Foto: Moisés Francisco)
Milhares de cristão partiucipam a peregrinação ao santuario da nossa Senhra das Victorias de Massangano (Foto: Moisés Francisco)
Milhares de cristão partiucipam a peregrinação ao santuario da nossa Senhra das Victorias de Massangano (Foto: Moisés Francisco)

A realização da 5ª edição da peregrinação ao santuário da Nossa Senhora das Victorias, realizada de 14 a 16 deste mês, na localidade histórica de Massangano, município de Cambambe, província do Cuanza Norte, constitui o facto noticioso mais relevante da semana nesta região.

O bispo da Diocese de Ndalatando, Dom Almeida Canda, durante a sua homilia, na missa de encerramento do acto, exortou os cristãos a absterem-se da violência e de actos contrários à ordem instituída, por ser uma atitude pagã e contraria a fé cristã.

A promoção dos valores morais e da reconciliação entre as famílias constituíram destaques da 5ª edição da peregrinação ao santuário da Nossa Senhora das Victorias de Massangano, que reuniu mais de 12 mil fieis.

Em declarações a Angop o porta-voz do evento, frei João Artur, referiu que estes foram dos temas abordados com maior fervor durante a romagem, tendo em conta o elevado índice de desestruturação familiar, muitas vezes resultante de situações que podiam ser pacificamente resolvidas.

Afirmou que a igreja, enquanto elemento de socialização, tem vindo a acompanhar com alguma preocupação tal fenómeno, daí a importância atribuída ao tema deste encontro.

Os vários participantes a peregrinação manifestaram a sua “profunda” devoção ao referido santuário considerando-o um lugar sagrado e propicio para a pacificação dos espíritos e a conquista do bem, por via da oração.

Outro destaque da semana foi a visita que o secretário de Estado para os Recursos Florestais, André de Jesus Moda, efectuou de 10 a 12 deste mês à província do Cuanza Norte com o objectivo de constatar o funcionamento do sector que dirige.

André Moda disse que veio ao Cuanza Norte para analisar com as autoridades locais e a população local as formas de mitigação dos efeitos do conflito homem/animal e de se combater a exploração ilegal dos recursos florestais, bem como as queimadas anárquicas, um fenómeno que tem estado a causar g prejuízos as áreas florestais da região.

Foi ainda motivo noticioso a visita de uma equipa de pesquisadores do Museu Nacional de História Natural à província com o objectivo de realizar um estudo científico sobre propriedades medicinais de uma planta local denominada “Mutonga Tonga” ou “Mbaca”, abundante em quase todos os municípios da província.

A semana foi igualmente marcada com a realização, no município do Golungo Alto, da conferência anual do conselho de directores da organização de jovens adultos da Igreja Metodista Unida de Angola.

Durante três dias, o evento congregou os directores das distintas igrejas das 18 províncias do país com o objectivo de analisar os aspectos sociais e espirituais dos jovens metodistas.

O arranque da campanha de vacinação contra a poliomielite, no Cuanza Norte, com a previsão de imunizar 87 mil 990 crianças, menores de cinco anos de idade, mereceu igualmente destaque na semana.

A campanha que decorreu de 14 a 16 do corrente mês mobilizou 450 vacinadores, distribuídos em 226 equipas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA