Cuanza Norte: Incêndio destrói 18 casas e desaloja 68 pessoas em Ambaca

INCÊNDIO EM AMBACA DESTRÓI 18 CASAS (Foto: Frank Beu)

Camabatela – Um incêndio de grandes proporções destruiu dezoito casas e desalojou 68 pessoas, terça-feira, na localidade do Fuma, arredores da vila de Camabatela, sede do município de Ambaca, província do Cuanza Norte.

INCÊNDIO EM AMBACA DESTRÓI 18 CASAS (Foto: Frank Beu)
INCÊNDIO EM AMBACA DESTRÓI 18 CASAS (Foto: Frank Beu)

O incêndio, que foi controlada pelos bombeiros depois de duas horas de trabalho, provocou danos materiais ainda não calculados e as autoridades policiais investigam a causa da tragédia.

O Soba adjunto do bairro Fuma, João Muenhu, disse à Angop que as famílias afectadas estão a passar dificuldades por terem perdido todos os seus haveres.

Apelou à sociedade no sentido de apoiar os sinistrados, com vista a reduzir as suas dificuldades.

Os desabrigados, referiu, estão a ser acolhidos em casas de familiares e vizinhos, muitos deles também sem grande possibilidade de garantirem mais apoio aos sinistrados.

Marcelina António Cassule, mãe de cinco filhos, contou que estava ausente do bairro quando o incêndio deflagrou e pela intensidade das chamas lhe impossibilitou de recuperar algum bem, inclusive os documentos pessoais.

Disse que está abrigada em casa de uma vizinha e dado o reduzido espaço na moradia, o marido dorme ao relento.

Apelou às autoridades no sentido de apoiarem as vítimas com chapas de zinco, agasalhos, utensílios domésticos e alimentação.

Por seu turno, José Dombo, outro dos sinistrados, antevê momentos difíceis para os desabrigados, a julgar pela época chuvosa que se aproxima.

Já o comandante municipal da Polícia Nacional em Ambaca, inspector-chefe André Cassule, que liderou a equipa de bombeiros no combate às chamas, admitiu que os danos são avultados, embora esteja ainda a ser contabilizado o valor real do prejuízo.

Neste momento, pontualizou, está a se apurar também as causas que originaram o  incêndio.

Camabatela, a sede do município de Ambaca, se localiza a 180 quilómetros a nordeste de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA