Cuando Cubango: Mais de 300 cidadãos ingressam no MPLA

MPLA (DR)
MPLA (DR)
MPLA (DR)

Trezentos e noventa e cinco cidadãos ingressaram hoje, sábado, na cidade de Menongue, província do Cuando Cubango, nas estruturas do MPLA, em cerimónia orientada pelo segundo secretário provincial do partido, João António Lineha.

O político representou o primeiro secretário provincial do MPLA, Higino Carneiro, numa cerimónia presenciada pelo primeiro secretário municipal do MPLA de Menongue, Miguel Dala “Popular”, e por membros do partido, da JMPLA e da Organização da Mulher Angolana (OMA).

Ao discursar no evento, João António Lineha considerou o ingresso destes cidadãos um voto de confiança ao partido, dada as suas realizações, viradas a melhoria das condições de vida dos angolanos e o desenvolvimento do país.

Anunciou que cerimónias de ingresso massivo de militantes acontecerão nos municípios de Dirico, Mavinga, Rivungo e Calai, nos próximos tempos.

Felicitando os novos militantes, o segundo secretário informou que o partido vai primar pela formação política e ideológica dos militantes nos próximos dias.

Por outro lado, o político recomendou maior dedicação nas tarefas alusivas aos 40 anos da independência nacional, assinalar-se a 11 de Novembro.

Recordou que depois da dipanda, o MPLA pautou pela condução dos destinos do país, formando quadros, defendendo a integridade territorial, assim como o processo de crescimento e desenvolvimento de Angola.

Congratulou-se com a convocação, pelo Comité Central, do VII Congresso Ordinário do MPLA, para Agosto de 2016.

Corroborando da ideia, o primeiro secretário do comité municipal do MPLA no Menongue, Miguel Dala “Popular”, reiterou a permanente tolerância política do partido e renovou o compromisso do MPLA de trabalhar com toda a sociedade angolana no processo de consolidação da paz e da reconciliação nacional.

Destacou os feitos do Presidente José Eduardo dos Santos, na condução da República de Angola e do MPLA.

Sobre o acto de ingresso, Miguel Dala “Popular” sublinhou que reveste-se de grande importância, por realizar-se numa altura em que os militantes do MPLA se preparam para o seu VII Congresso Ordinário, rumo aos desafios eleitorais de 2017.

“O ingresso de novos militantes demonstra a confiança que os mesmos têm no MPLA, em função do programa eleitoral apresentado em 2012, que visa proporcionar o melhoramento das condições para o bem-estar social das populações, em todos os aspectos”, destacou. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA