Costa do Marfim: preso por TPI, Blé Goudé cria partido e pede eleições pacíficas

Charles Blé Goudé sorri em audiência do Tribunal Penal Internacional em 27 de março de 2014 (Foto de Michael Kooren/POOL/AFP)
     Charles Blé Goudé sorri em audiência do Tribunal Penal Internacional em 27 de março de 2014  (Foto de Michael Kooren/POOL/AFP)

Charles Blé Goudé sorri em audiência do Tribunal Penal Internacional em 27 de março de 2014
(Foto de Michael Kooren/POOL/AFP)

O Congresso dos jovens patriotas (COJEP), movimento pró-Gbagbo (ex-presidente), formou-se neste sábado como partido político e pediu eleições pacíficas na Costa do Marfim, que no dia 25 de Outubro realizará uma consulta presidencial.

O COJEP, criado há 14 anos por Charles Blé Goudé, próximo ao ex-presidente Laurent Gbagbo, e preso como ele pelo Tribunal Penal Internacional (TPI), se reuniu na cidade de Grand-Alépé para “em seguida fazer parte da vida política do país.

Alphonse Soro, deputado do partido do actual presidente Alasan Uatara e seu homólogo Bertin Konan Kuadio, candidato a presidente, participaram do encontro.

“O 12º Congresso decidiu a constituição de um novo partido político denominado Congresso Pan-africano para a Justiça e a Igualdade dos Povos (COJEP) com novas cores como distintivo: azul, amarelo e rosa”, informou o comunicado recebido pela AFP.

De acordo com o porta-voz do novo partido, Patrice Saraka, “o COJEP não apresentará candidatos a nenhum posto elegível”. (afp.com)

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA