Convivência familiar é retratada em exposição

União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP) (D.R)

A promoção dos bons hábitos e costumes das famílias angolanas são algumas das propostas apresentadas pelo artista plástico Salanga Yango Ricardo, na exposição intitulada “O regresso”, cuja inauguração acontece amanhã, a partir das 17h00, e patente até dia 30, na União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP), em Luanda.

União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP) (D.R)
União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP) (D.R)

O pintor disse ontem ao Jornal de Angola que preparou uma exposição constituída por 35 quadros com a técnica de acrílico sobre tela, que marca o seu regresso ao país depois de ter feito a maior parte da sua carreira na Europa, Japão e América.

Salanga Ricardo considera que apesar dos vários anos no estrangeiro, os seus trabalhos preservam a originalidade dos hábitos e tradições dos povos angolanos, sem perder a sua afinidade e as raízes com o continente africano, em particular com Angola.

Os temas propostos, explicou, são variados e fazem um apelo à importância de uma maior valorização e respeito pelos símbolos nacionais e a natureza, as sociedades modernas e tradicionais, as paisagens e a reconstrução do país.

Salanga Ricardo referiu que durante alguns anos esteve a preparar uma exposição que pudesse reflectir o seu regresso ao país, duas décadas depois de ter vivido no estrangeiro. “Vamos comemorar 40 anos de Independência e esse retorno ao país é também uma forma de incentivar outros artistas angolanos na diáspora”, salientou.

O percurso artístico de Salanga Yango Ricardo começa em Buco Zau, na província de Cabinda, onde nasceu a 15 de Outubro de 1964. Fez os seus estudos primários, secundário e superior na Academia de Belas Artes de Kinshasa, onde realizou várias mostras individuais e colectivas.

Em 1986, a convite da Academia de Belas Artes de Paris, efectuou um estágio de pintura, com a duração de um ano, em França. Salanga Yango Ricardo é membro da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA