Cavaco Silva recusa comentar acusações de pressões

(D.R)

O dedo foi apontado pela GNR, que acusou a Casa Militar de fazer pressões sobre o novo estatuto dos militares.

(D.R)
(D.R)

A Associação dos Profissionais da Guarda (APG) criticou a Casa Militar da Presidência da República por alegadamente fazer pressões sobre a aprovação do estatuto dos militares do Exército, por estar contra o documento.

Em comunicado enviado à TSF, a Casa Militar sublinha apenas que “o Presidente da República só se pronuncia sobre matérias de âmbito legislativo após elas terem dado entrada nos serviços da Presidência, o que, no caso em apreço, não se verificou”.

O caso surge na sequência da ameaça feita ontem pelos profissionais da GNR, no sentido de dar início a ações de protesto se o Governo não der o aval ao novo estatuto profissional dos militares. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA