CASA-CE quer trabalhar com autoridades do Kilamba Kiaxi para desenvolvimento do Distrito

CASA-CE (casanoticias.blogspot.com)
CASA-CE (casanoticias.blogspot.com)
CASA-CE (casanoticias.blogspot.com)

O secretário distrital da Convergência Ampla de Salvação de Angola Coligação-Eleitoral ( CASA-CE) no Kilamba Kiaxi, João José Paca, quer trabalhar com as autoridades locais para encontrar solução para os problemas que enfermam as sociedades locais como a escassez de água, luz e os problemas de saneamento básico.

João Paca que falava à Angop depois do Conselho de Auscultação e Concertação Social destacou que os partidos políticos devem sensibilizar os seus membros para manter o Distrito limpo, acrescentando que o partido esta a trabalhar para a redução dos níveis de delinquência juvenil com a realização de palestras, nas quais fala sobre o comportamento social, como os membros de uma sociedade devem viver e o que devem fazer.

Sublinhou a nível do Distrito o partido tem contribuído com ideias positivas para o bem da sociedade, tal o fez no Conselho onde, segundo afirmou, apresentaram críticas e também solução para os problemas.

Na sua opinião, a solução de muitos dos problemas do Distrito passam pela formação e educação dos moradores e depois a resolução de problemas básicos de energia e água.

“ Primeiro os cidadãos devem ser instruídos para depois se velar para outras necessidades essenciais”, reforçou, acrescentado que o Governo deve também encontrar mecanismos para promover mais empregos para a juventude.

Na sua óptica, a reunião foi oportuna, ressaltando que houve uma coincidência entre as questões abordadas e as que constam na agenda do partido a nível local e reafirmou a disposição do partido em continuar a cooperar para o bem de todos os angolanos.

Disse que ficou um pouco desiludido por não se abordar as políticas da Administração para a juventude e por não ter recebido resposta sobre a questão que fez em relação ao assunto.

“O fórum foi perfeito e bem coordenado, tudo o que o partido queria para o Distrito foi abordado e ao mesmo tempo e deu a sua contribuição”, observou, augurando que nos próximos encontros se faça também a abordagem sobre a mulher zungueira e o papel das autoridades tradicionais. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA