Botswana: Inicia reunião do Conselho de Ministros da SADC

Sede da SADC em Gaberone, Botswana (Foto: António Escrivão)

Gaberone – Os trabalhos da sessão do Conselho de Ministros, preparatório da 35ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), iniciaram nesta sexta-feira, na capital do Botswana, para tratar de questões ligadas à integração regional.

Sede da SADC em Gaberone, Botswana (Foto: António Escrivão)
Sede da SADC em Gaberone, Botswana (Foto: António Escrivão)

Angola participa com os ministros das Relações Exteriores, Georges Chikoti, e do Planeamento e Desenvolvimento Territorial, Job Graça e o embaixador no Botswana, José Agostinho Neto.

A cimeira acontece segunda-feira e terça-feira, sob o lema “Acelerar a industrialização das economias da SADC através da transformação das riquezas naturais e valorização do capital humano”.

Em debate estarão questões como a consolidação da integração regional da SADC e situação financeira da organização.

A agenda prevê analisar uma proposta sobre a mobilização de recursos em apoio à integração regional e o envolvimento “efectivo” dos governadores dos bancos centrais dos países membros.

A questão das infra-estruturas, assim como a revisão de acordos como os ligados à parceria em vários domínios e a industrialização da região estarão igualmente em discussão.

Será igualmente discutida  a passagem do Fórum Parlamentar da SADC a Parlamento Regional.

A secretária executiva da SADC, Stergomena Lawrence Tax, enalteceu avanços conseguidos no âmbito do fortalecimento da Integração regional da comunidade.

Disse que a região continua estável e que foram realizadas em Moçambique, Botswana, Namíbia  no Reino do Lesotho e na Zâmbia eleições livres e justas com base nos princípios da organização que regem pleitos eleitorais democráticas e credíveis.

Stergomena Lawrence Tax apontou como outro dos avanços a formalização do plano de industrialização e o roteiro 2015/2063 e a reavaliação do Plano Estratégico 2015/2020, como marcos cruciais para projectar o futuro da região.

A SADC é formada por Angola, Botswana, República Democrática do Congo, Lesotho, Madagáscar, Ilhas Maurícias, Moçambique, Namíbia, Ilhas Seychelles, África do Sul , Swazilândia, Tanzânia, Zâmbia, Malawi e Zimbabwe. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA