Bié: Jovens das casas lares beneficiam de residências no Cuito

Casa sociais entregues (Foto: Angop)

Cuito – Dez residências do tipo t3 construídas no bairro São José, arredores da cidade do Cuito, foram hoje, sexta-feira, entregues pelo Governo da província do Bié, à igual número de jovens, numa cerimónia orientada pelo governador Álvaro Manuel de Boavida Neto.

 Casa sociais entregues (Foto: Angop)
Casa sociais entregues (Foto: Angop)

As residências, cada com sala comum, cozinha, três dormitórios, quarto de banho e varanda, foram totalmente apetrechadas. A entrega enquadrou-se no âmbito das festividades de mais um aniversário do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, que hoje se assinala.

Na ocasião, José Avelino Chimanga, em nome dos demais beneficiários, enalteceu o gesto do Governo pela entrega das casas que marcarão uma nova era nas suas vidas, porquanto viviam sob custódia das casas lares afectas à Direcção da Assistência e Reinserção Social (MINARS) há mais de 20 anos.

Segundo ele, este simbolismo marca necessariamente a inserção na sociedade, pelo facto de alguns serem órfãos de guerra, enquanto outros foram abandonados pelos familiares por vários motivos, tendo se comprometido em preservar as casas para o seu bem-estar.

Na ocasião, o governador do Bié, Álvaro Manuel de Boavida Neto aferiu que a entrega das referidas residências irá, a partir de agora acabar com as dificuldades até então enfrentadas pelos jovens, motivadas por falta de habitações, prometendo que tais políticas serão sempre materializadas pelo Governo.

Álvaro Manuel de Boavida Neto acrescentou ainda que, a partir de agora começa uma nova afirmação para os beneficiados junto da sociedade biena, pelo facto de tornarem-se mais autónomos, material, social e financeiramente.

De acordo com o governador, é importante que os beneficiados não sejam “aliciados” para comercializarem as casas que ganharam, tendo recomendando a imperiosidade de se conservar para serví-los permanentemente.

Outrossim, Álvaro Manuel de Boavida Neto exortou à Direcção da Assistência e Reinserção Social, no sentido de continuar ajudar os jovens, bem como acompanhá-los, sobretudo, sobre a orientação familiar, profissionais e académica.

Segundo ele, é necessário que os beneficiados não sejam “abandonados” pelo facto de receberem residências, alertando a necessidade do MINARS efectuar um programa de acompanhamento com assistência social garantida para que não haja regressão do ponto de vista social.

Durante o evento, o vice-governador para a esfera Política e Social, Carlos Ulombe da Silva procedeu a entrega de kits de electricidade, serrilharia e canalização aos jovens das casas lares.

Testemunharam o evento, os vice-governadores do Bié, membros do Governo da província, deputados à Assembleia Nacional do ciclo provincial, autoridades tradicionais e religiosas, convidados, entre outros. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA