Bié: Jorge Valentim enaltece iniciativas do Chefe de Estado

Jorge Valentim durante sua dissertação (Foto: Aurélio Segunda)
Jorge Valentim durante sua dissertação (Foto: Aurélio Segunda)
Jorge Valentim durante sua dissertação (Foto: Aurélio Segunda)

O antigo militante da UNITA, Jorge Alicerces Valentim, enalteceu sábado, na província do Bié, as iniciativas do Chefe de Estado Angolano, José Eduardo dos Santos, para o melhoramento das condições de vida da população, estabilidade e paz na Região dos Grandes Lagos.

O político, que falava num acto de massas promovido pelo MPLA na cidade do Cuito, no âmbito do encerramento do programa “Cacimbo Partidário”, congratulou-se com o desempenho do Presidente da República, no que tange ao desenvolvimento socio-ecónomico e do progresso social e político do país.

Segundo ele, o presidente José Eduardo dos Santos desempenhou um papel incontestável na batalha do Cuito Cuanavale, que culminou com a Independência da Africa do Sul e da Namíbia e consequentemente a garantia da soberania e estabilidade política de Angola.

Jorge Alicerces Valentim congratulou-se ainda pela maneira como o Chefe de Estado angolano contribuiu no término da guerra civil, que durou cerca de 27 anos, e causou a destruição das infra-estrutura sociais e económica das famílias.

“O Presidente da República deve continuar a merecer o nosso apoio pelo facto de salvar o povo angolano durante e depois do conflito armado”, reafirmou.

A UNITA, segundo ele, cometeu um “grande erro” na promoção da guerra que provocou muitas vítimas mortais e destruição do país.

Neste sentido, aconselhou aos militantes, amigos e simpatizantes do MPLA a continuarem firmes e unidos para ultrapassarem os próximos desafios.

Testemunharam o evento, secretário provincial do MPLA no Bié, Álvaro Manuel de Boavida Neto, primeiros secretários municipais e comunais, membros do comité central do partido e mais 50 mil militantes provenientes dos municípios do Cuito, Catabola, Cunhinga, Camacupa, Cuemba, Chitembo, Nhârea, Andulo e Chinguar. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA